UZI magazine
 Disco da semana  Filme da semana  Agenda cultural  Roteiro
 »Early  »Wanda  »Quintas de Leitura  »Sacramento Bar
i
ndex
   
m
úsica
  notícias
  comentários
  uzi_chart
  fib 2004
   
c
inema
  notícias
  comentários
  ante-estreia
  cine cartaz
   
d
iscurso directo
   
a
genda cultural
   
o
olho de Dalí
   
v
iva las vegas
   
u
zine
  manifesto
  galeria
  links
  ficha técnica
   
 
 
 
index » música » notícias
 
Divergências.com em digressão nacional
 
Divergências.com em digressão nacional
 
Foi na passada semana, no bar Deslize, em Braga, que o grupo mentor do site nacional e de divulgação de música portuguesa sem fronteiras estilísticas ou linguísticas apresentou, em formato DJ, algumas das apostas do Divergências.com no que diz respeito à nova música nacional, sem, no entanto, perder de vista outros projectos antigos. Mas o mote era mesmo a apresentação da colectânea, que pretende ser um espelho da música moderna portuguesa, nos seus vários estilos, e, já agora, mostrar inéditos de cada um dos convidados.

A UZI falou com Jorge Oliveira, um dos patrões do site( que leva já mais de dois anos de existência nesta batalha dura de levar nova música nacional a Portugal e ao mundo) e também um dos organizadores desta “mostra”.

“A ideia é mostrar ao público , ao longo das 18 faixas do Cd aquilo que se está a fazer em termos de nova música portuguesa nos seus variados géneros. Tens Hip Hop, tens Rock, tens Pop, tens Metal, tens instrumental…
Procurámos bandas que, de alguma forma, nós percebêssemos que têm algum potencial e que achássemos que poderiam singrar num futuro próximo”

“Os temas são todos inéditos, só existem nesta compilação. Depois de termos arranjado um grupo de bandas, a ideia seguinte era arranjar uma editora, alguém que nos financiasse o Cd. Fomos à Independent Records, que ficou entusiasmada com o projecto, e já não tivemos de ir a mais lado nenhum. Esta editora está agora a relançar-se ,também, e a apostar em projectos como os Mecanosphère, e quer, efectivamente gravar música portuguesa. Nós fizemos a produção executiva, fizemos a capa do Cd, a masterização”.

UZI: Houve algum conceito unificador por trás deste ajuntamento, ou será mais uma montra de variados estilos que, provavelmente se tocam entre si?

“Nós corremos aqui um risco. Isto é uma compilação com diversos estilos musicais, não vai agradar a toda a gente, não é?... É mostrar aquilo que se faz de bom nas diversas áreas da música feita em Portugal. Uma pessoa que gosta dos X-Wife (que abrem o disco) provavelmente não gosta dos Dealema ou Matozoo. Uma pessoa que gosta de Metal, se calhar não gosta dos Roldana Folk, que é um grupo de música tradicional, portanto é um risco que nós corremos. Mas se calhar, as pessoas que vão ouvir vão reconhecer ou gostar de duas ou três bandas, mas ao mesmo tempo vão descobrir outras que, de outro modo, não encontrariam”.

UZI: Em relação ao preço deste e de outros lançamentos de música portuguesa e à sua distribuição, como se insere este disco na actual vaga de edições conjuntas com publicações, por exemplo?

“Aí, já é uma questão para a editora. O Cd está à venda no site, a um preço simbólico, vai para a semana para as lojas em geral, andará à volta dos 12, 13 Euros. Depois não sei se a editora quererá avançar para uma edição conjunta com um jornal. Da nossa parte, estamos abertos a sugestões…”

Divergências.com é, nas palavras de João Oliveira, um portal de música portuguesa, não entra mais nada. Surgiu a partir uma conversa de café. Depois juntou-se um outro jornalista, Artur Silva e um Webdesigner, Paulo Fonseca. É este o núcleo duro do “Divergências”, que está dividido entre o Porto e a Guarda. Divido entre o litoral e o interior. Já tem um arquivo fantástico. A ideia foi começando devagar, mas hoje está a crescer, para crescer ainda mais. Regularmente, o objectivo é também mudar um pouco os conteúdos e apropria apresentação do site, introduzindo também novidades, de tempos a tempos.
Esta é a primeira colectânea lançada pelo Divergências.com. O primeiro lançamento foi na Guarda e o segundo, antes de passarem por Lisboa(Santiago Alquimista” e Braga( Deslize), foi no Porto( Mercedes) , com a presença de Kubik, um dos projectos incluídos nesta mostra. Eventualmente poderemos fazer mais espectáculos em algumas Fnac. As portas, desde as bandas aos sítios para apresentações, têm estado sempre abertas, o que é bom, ,mesmo semterem muito dinheiro ou meios de promoção. Às vezes em Lisboa, somos muito mais conhecidos do que no Porto…

Divergências.com é uma mostra da vitalidade da nova música portuguesa. O objectivo é agradar a gregos a troianos, com os devidos cuidados. Um esforço louvável que demonstra que o panorama artístico português afinal não é um circo de feras e que com boa vontade, sempre dá para fazer coisas de jeito. Está já à venda na generalidade das lojas.(Pinto)
 «
 
 

 

   

© UZI magazine 2004
2017-05-01
alojamento: RealFastMedia.com