UZI magazine
 Disco da semana  Filme da semana  Agenda cultural  Roteiro
 »Early  »Wanda  »Quintas de Leitura  »Sacramento Bar
i
ndex
   
m
úsica
  notícias
  comentários
  uzi_chart
  fib 2004
   
c
inema
  notícias
  comentários
  ante-estreia
  cine cartaz
   
d
iscurso directo
   
a
genda cultural
   
o
olho de Dalí
   
v
iva las vegas
   
u
zine
  manifesto
  galeria
  links
  ficha técnica
   
 
 
 
index » cinema » notícias
 
Famafest' 2004
 
Famafest' 2004
 
O VI Festival Internacional de Cinema e Vídeo de V. N. de Famalicão encerrou com a atribuição do troféu “Pena de Camilo” à actriz Lurdes Norberto, que assim partilha a homenagem com Lia Gama e Agustina Bessa-Luís, homenageada na cerimónia de abertura.
O festival deste ano trouxe a Famalicão várias obras cinematográficas de referência numa programação de elevado nível da responsabilidade de Lauro António.
Durante dez dias foi possível assistir a uma maratona de filmes em três espaços distintos: os dois auditórios da Casa das Artes e o auditório Sousa Fernandes, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco.

Aqui fica a lista dos premiados do VI Famafest:

O filme “Addio Del Passato” foi o vencedor do Grande Prémio do VI Famafest. Trata-se de um filme realizado pelo italiano Marco Bellochio e, curiosamente, foi o primeiro filme a concurso a ser exibido nesta edição do VI Famafest, precisamente na sessão oficial de abertura.

Marco Bellochio nasceu em 1939 em Piacenza e realizou alguns dos mais importantes filmes da história do cinema italiano. Entre outros, são os casos de “Diable au Corps” (1986), “Marcia trionfale” (1976), “Sbatti il Mostro in Prima Pagina” (1972), “Nel Nome del Padre” (1972), “Amore e rabbia” (1969) e “Cina é vicina” (1967).

O Júri Internacional atribuiu ainda o Grande Prémio Lusofonia ao filme “Onde Quer Que Você Esteja”, dos realizadores brasileiros Bel Bechara e Sandro Serpa.

Com o Prémio Ficção foi distinguido o filme “Simenon et Les Gens d’en Face”, uma co-realização do francês Jean-Cvlaude Riga e do belga Léon Michaux.

O Prémio Documentário coube ao filme “Marguerite Duras Telle qu’en Elle Même”, da realizadora francesa Dominique Avvray.

O Prémio Ficção Jovem contemplou a película “Podobizna”, da realizadora húngara Lucie Simkova.

O Júri Internacional decidiu ainda atribuir várias menções honrosas, concretamente aos filmes “George Orwell, a Life in Pictures”, do britânico Chris Durlacher, “Les Tribulátions de Sartre et Beauvoir ao Caucase”, do francês Patrick Cazals, “Le Génie du Mal”, do também francês Iossif Pasternak, “Cet Incérssant Souci du Monde”, da francesa Sarah Benillouche, e “Gore Umu. Eizenshtein I Meyerhold: Dvoinoj Portret V Interjere Epohi”, da realizadora russa Galina Evtushenko.

Entretanto, o Júri da Juventude decidiu atribuir o Prémio Júri da Juventude ao filme “Die Kurve”, do realizador alemão Felix Fuchssteiner, enquanto o Prémio Juventude Documentário coube a “És Tu, Brasil?”, do brasileiro Murillo Salles, o Prémio Juventude Animação coube a “Podobizna”, da realizadora checa Lucie Simkova, e o Prémio Juventude Especial contemplou “O Ovo”, da brasileira Nicole Algranti.

Também o Júri da Juventude decidiu atribuir três menções honrosas: “Dois Diários e Um Azulejo”, dos portugueses Afonso Cruz, Luís Alvoeiro e Jorge Margarido, “Oxama Ha Anzewe Um Retmpe Woobu Nozma U Rpopusmeer”, do russo Andrey Osipov, e “George Orwell, a Life in Pictures”, de Chris Durlachet.
 «
 
 

 

   

© UZI magazine 2004
2017-10-20
alojamento: RealFastMedia.com